Valor

Quanto valem memórias?  Quanto valem promessas?  Quanto valem momentos, dispersos em horas e dias? Quanto vale um olhar? Um beijo? Um abraço?  Vale tudo aquilo que estamos dispostos a fazer. E fazemos.  Façam a vida valer, gente boa! 

Meu querido Pessoa

‘Ó mar salgado, quanto do teu sal São lágrimas de Portugal! Por te cruzarmos, quantas mães choraram, Quantos filhos em vão rezaram! Quantas noivas ficaram por casar Para que fosses nosso, ó mar! Valeu a pena? Tudo vale a pena Se a alma não é pequena. Quem quer passar além do Bojador Tem que passar…