Sonhos pelos quais se vive. Sonhos pelos quais vale a pena viver!

Há oito anos, abri a porta com um grande suspiro. Era o início de uma grande aventura. Estava tudo pronto para começar! Faltava o paciente número UM! E ele acabou por surgir, sob a forma de uma senhora idosa, de olhos arregalados que espelhavam a cor do céu.

‘-Oh menina, aqui há daqueles médicos que tratam dos pés?’

Ora bem, eu é mais dentes, pensei eu, enquanto respondia: ‘Temos sim! Quer uma consulta?’ E assim começa a minha aventura como empresária. Uma médica dentista, sem jeitinho nenhum para contas e que não gosta assim tanto de contar notas, decide abrir uma clínica (uma daquelas a sério, mas quer criar um conceito, um sítio onde as pessoas se sentem como estivessem em casa e não no médico!). E, ironias da vida, a sua paciente número 1, afinal foi ao Podologista! E, como não havia marquesas ainda, foi atendida na sua cadeirinha azul e branca. E esta, hein? A dentista, agora empresária, nem foi a primeirinha a estrear a cadeira de dentista: poisé! O inesperado seria, desde aí, uma constante!

Abrir uma clínica quase a um mês do Natal, faz-nos arrepiar a espinha. É que já havia ‘crise’, e toda a gente sabe que no Natal se gasta dinheiro em prendas e não nos dentes! Mas a vida rolou e tudo correu. Às vezes as pernas ainda me tremem, se penso nesse monstro grande e peludo que é a ‘crise’, mas em boa verdade, na maioria dos dias quero é fazer sorrisos mais bonitos e mais felizes. Transformar pacientes medrosos em pacientes que chegam cá, sorriem, e ‘mandam’ a sua piadinha simpática.

Festejar 8 anos é festejar (quase) todo o meu percurso profissional. E, também, uma parte do meu desenvolvimento pessoal. Desenvolvi um pouco a minha (impaciente) paciência, aprendi que o já nem sempre significa agora! Aprendi a ouvir mais, e a perceber que quem chega até mim tem uma história para contar. E que essa história nem sempre envolve dentes, ou qualquer outro problema de saúde: envolve a Vida! Apaixonei-me pela Dentária, e depois por ser Dentista. É que, se não sabem deviam saber, a ciência não é, de todo, a profissão! A Spasaúde está entranhada em mim, e em todos os pormenores existem pedaços entranhados de quem me quer bem. Um logotipo. Um nome. Um balcão. Um quadro. Cores e disposições de tudo. Sim: esta clínica é um belo pedaço de mim, que cuido com muito carinho e cuidado.

Sabem um segredo? Espero poder festejar muitos mais! Shiuuuu….

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s